Raviólis de carne clássicos

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly, PDF & Email

Raviólis

Já disse aqui que raviólis são um clássico da minha família. Minha mãe os faz como ninguém, e quando eu faço nem penso em alcançar os Raviólis da Dona Norminha. Mas que a gente faz, a gente faz. Sempre precisava inventar um jeito de montar os ditos, porque me faltava um acessório que encontrei na minha última passagem pelo mercado público de São Paulo. Agora eu tenho a forminha, quase igual aquela que dá forma aos que a mãe faz!

Fazer raviólis dá um certo trabalho e exige paciência e algumas habilidades. Na verdade são quatro etapas: produzir o recheio, fazer e trabalhar a massa, montar os danados e preparar o molho.

Então, vamos por partes.

Raviólis

A massa

A receita básica de massa leva a proporção de um ovo para cada 100g de farinha de trigo. Mas para ter uma massa mais elástica temos colocado um pouco mais de ovo e depois vamos ajustando o ponto com mais farinha. No nosso caso usamos 200 g de farinha (100 g por pessoa é uma boa medida) e dois ovos. Depois adicionamos mais um ovo e punhados de farinha até a massa ficar bem elástica.

Quando começamos a misturar a farinha com os ovos parece que não vai dar certo. Mas logo veremos que a massa vai, aos poucos, ficando lisa e elástica.

Para “abrir” a massa pode-se usar o velho e bom rolo de macarrão, ou estas máquinas apropriadas (é o que usamos). Queremos uma massa fininha, mas firme o suficiente para receber o recheio.

Raviólis

 

 

O recheio

O recheio pode ser inventado de mil maneiras criativas e maravilhosas. Mas optamos pelo clássico de carne. Para o qual refoga-se carne moída até ficar bem sequinha, depois adiciona-se cebola bem picadinha, alho, pimentão e ervas para perfumar. As medidas dependem da quantidade de raviolis que se vai fazer. Para duas pessoas usamos cerca de 300g de carne e deu com folga. Ah, adicionamos no final um ovo cozido picado. O resultado deve ser bem sequinho, para não umedecer a massa.

A montagem

Se você não tiver uma forminha apropriada como a que acabamos de comprar, pode fazer a mão sem problemas. Basta montar “pasteizinhos” do formato que lhe aprouver. Claro que dá mais trabalho.

Como usamos a forma (veja a foto), eles ficaram no mesmo formato, iguaizinhos, bonitos para dedéu. Montar é aquela coisa: uma camada de massa, recheio nas “covinhas da forma” e mais uma camada de massa para fechar. Aí a gente corta com um rolinho, nas saliências da própria forma. Na verdade é meio trabalhoso e exige alguma manha e paciência, mas o resultado vale a pena.

Montados, cozinhe os raviólis em água fervente com sal por uns dois minutos e estarão prontos e suculentos.

O molho

Você pode servir com o molho de sua preferência e, se não tiver escrúpulos, serve até um molho pronto de supermercado. Mas quem trabalha tanto para fazer o ravióli não vai dar mole na hora do molho, né?

Então refogamos cebola, alho e pimentões verde e vermelho em um pouco de azeite e logo juntamos uma lata de tomate pelado passado no liquidificador. Acrescentamos um bom punhado de manjericão fresquinho e deixamos apurar por uns 20 minutos, colocando água quando necessário. É a velha e boa salsa pomodori, que deixa tudo mais saboroso.

O resultado

Na hora de servir jogamos sobre os raviólis um punhado generoso de parmesão ralado. Ficou lindo, gostoso, cheiroso. Pode até não ser como o da Dona Norma, mas que chegou perto, isto chegou!

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*