Caldinho de feijão e vinagrete de coentro

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestmail
Print Friendly, PDF & Email

Caldinho de feijão alimenta também a alma, a cultura e a celebração da comida caseira, de preferência com ingredientes vindos de pequenos agricultores e sem qualquer veneno.

Em épocas de hamburgueria gourmet em cada esquina, vale um post sobre o bom e velho feijão, ingrediente fundamental na mesa dos brasileiros.

O tradicional caldinho é a prévia da feijoada. Enquanto ela ainda apura os sabores, serve-se o caldinho pra matar a fome e a curiosidade dos convidados. O caldinho de feijão também é muito apreciado como um aperitivo de boteco, pra acompanhar um chopp gelado, ou para animar uma roda de batucada. Mas como deu pra ver, não importa a razão, um caldinho é sempre bem-vindo.

Faça um feijão normal. Colocamos de molho por meia hora. Trocamos a água e levamos à panela.

Usamos um feijão super novo, produzido por agricultores de Imbuia. Aqui vale contar, mais uma vez, que participamos de uma Célula de Consumo responsável, uma “iniciativa do Projeto de Extensão Células de Consumo Responsável (LACAF/UFSC/CNPQ)) que nasceu da necessidade de grupos de agricultores familiares viabilizarem mercados mais justos e rentáveis para seus produtos, ao passo que crescia a demanda por alimentos mais limpos e saudáveis e pela necessidade de conhecer-se a origem do produto.”  Aqui o link.

Deixe cozinhar com sal e uma folha de louro. Como o feijão era novo cozinhou muito rápido.

Numa frigideira, refogamos uma cebola picada, mais alho picadinho. Temperamos com um mix de pimentas e um pouquinho de orégano. Acrescentamos salsinha e cebolinha verde depois de tudo pronto e fogo desligado.

Depois de pronto o feijão, fizemos o vinagrete de coentro para acompanhá-lo. Aprendi  esta combinação desfrutando de uma feijoada na casa da Jane e do Luiz Antônio.  Achei tão incrível a combinação que incorporei a ideia.

Cortei miudinho uma cebola, um tomate bem madurinho, um pouco de pimenta dedo de moça, sem sementes, e um punhado de coentro. Coloquei tudo numa tigela acrescentei uma pitada de sal, azeite de oliva e um pouquinho de vinagre (usei um vinagre balsâmico branco).

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*