Ensopado de carne, legumes e mandioca

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly, PDF & Email

Ensopado

Comida caseira é tudo de bom. Mas caseira mesmo, feitinha na cozinha da gente, na panela da gente, com as coisas que a gente escolhe para compor a alquimia. E por isto a terça-feira começou com a visita semanal ao mercado de orgânicos, afinal a ideia era fazer um ensopado com a carne e a mandioca que já tínhamos em casa.

A primeira coisa foi descascar a mandioca (ou aipim, ou macaxeira, dependendo da região) e colocar para cozinhar em água e sal. Usamos só uma rama, que afinal somos só duas pessoas.

Na panela de ferro bem quente, com um pouquinho de azeite, coloquei cubos de carne. Usei umas 300g de coxão mole cubos de uns 3 cm. Depois coloquei uma cebola roxa picada, um talo de alho poró e meio pimentão vermelho, tudo picado nem tão miúdo assim.

Neste ponto chamei os temperos para dar o toque na pajelança: sal, pimenta preta moída, orégano seco, um pouquinho de coentro seco, um naco de açafrão da terra ralado, um pedaço de gengibre picadinho. Só isto já espalhou um perfume pela casa!

Como a coisa começou a secar na panela, antes que grudasse no fundo, jogamos um pouco da água do cozimento da mandioca para regar e misturar o sabor. E logo depois tudo ganhou a companhia de dois tomates médios, bem maduros, picados (com casca e semente). Uma mexida, mais um pouco da água da mandioca, tampa na panela e deixar o fogo lento fazer seu trabalho por uns 30 minutos, até formar um molho espesso.

Neste ponto a panela foi colorida por uma cenoura cortada em rodelas, um bom punhado de brócolis e, finalmente, a grande estrela! Juntamos ao ensopado a mandioca já cozida, que soltou seu amido e ajudou o molho a engrossar. Mais um minutinho de panela fechada para os sabores interagirem e feito. Agora, já fora do fogo, um bom punhado de salsinha e cebolinha picados para dar cor, alegria e perfume.

Quem quiser pode acompanhar com arroz, com pão ou qualquer coisa. Mas como o prato já é completo (proteína, carboidrato, vitaminas, etc…) comemos só ele e, cá para nós, é um banquete caseiro. Nosso tempero, nossa cozinha, nossa panela…

PS.: Uma boa ideia é usar uma carne mais dura, como o coxão duro ou o acém e cozinhar a mandioca no próprio molho. Mas aí vai precisar em torno de três horas. Neste caso coloque a cenoura e o brócolis no final, para que não desmanchem. 

 

One Comment

  1. Olá! Fiz conforme a receita e ficou uma delícia. Só deixo o alerta pro pessoal selar a carne antes, assim fica mais macia quando já estiver pronto, levando em conta que ela vai ficar bastante tempo cozinhand,o.

    http://gnt.globo.com/programas/que-marravilha/materias/entenda-como-selar-a-carne-e-por-que-o-truque-e-importante.htm

    Obrigada pelas receitas e pelo site. 😉

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*