Salada de polvo e batatas – A salada do natal da Quorum 2012

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly

Salada de polvoEste ano optamos por servir o jantar prato a prato, numa sequência. Diferente de outras vezes quando toda a comida era servida ao mesmo tempo e cada um se servia.

Iniciamos o jantar com uma salada de polvo com batatas, inspirada na receita do chef Claude Toisgros em seu livro “Que marravilha!”.

1 polvo 1,5 kg

200 g de sal grosso

300 ml de vinho branco

2 colheres (sopa) de tomate concentrado

2 colheres de sopa de azeite

1 cenoura em cubos

1 talo de salsão

1 cebola roxa em cubos

1 cabeça de alho picado

1 bouquet garni (tomilho, louro e salsa)

água para cobrir

natalO primeiro passo foi preparar o polvo. Para limpá-lo ele foi para um recipiente com sal grosso por uns 10 minutos. Em seguida foi bem lavado. Numa panela de pressão aquecemos o óleo e refogamos a cebola roxa cortada em cubos, o alho picado, o aipo e o bouquet garni. Acrescentamos o polvo, o vinho, a água, o tomate concentrado, fechamos a panela e colocamos para ferver. Depois de ferver deixamos cozinhar por 20 min.

Depois de pronto retiramos ele do molho, cortamos em pedaços pequenos (aqui vale o gosto de cada um. A receita sugere que ele seja cortado em pedaços grandes e ainda refogado numa frigideira com azeite e alho  para ser servido sobre a salada. Nós o misturamos com as batatas e ele fez parte da salada).

Para a salada usamos batatas cozidas cortadas em cubos, cebola roxa em fatias finas, ciboulette, maionese e um vinagrete com azeite de oliva e limão siciliano (caberia azeitonas pretas, mas esquecemos de colocar).

Cartóquio de peixe

Numa tigela colocamos a cebola roxa e a ciboulette cortadas. Acrescentamos o suco de um limão siciliano e azeite de oliva. Temperamos o vinagrete com sal. Em seguida acrescentamos o polvo, as batatas e a maionese. Misturamos tudo e servimos a salada bem geladinha.

O próximo prato servido foi um cartóquio de peixe com legumes. Usamos uma receita que já mostramos aqui. Mudados apenas o peixe que, desta vez foi um badejo. Bom demais.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*