Sardinha na chapa e arroz com tomate e palmito

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly, PDF & Email

Alto valor nutricional, baixo custo e sabor extraordinário. Claro que estamos falando de sardinha, o peixinho que é uma usina de ômega três e que se presta a muitos preparos rápidos e saborosos.

Consegui numa peixaria algumas sardinhas limpas e abertas, como filets. Sua carne é levemente avermelhada. Deixei-as em uma marinada com azeite de oliva, suco de limão, sal, pimenta moída e alho por uns 20 minutos e parti para grelha-las.

Na frigideira antiaderente muito quente coloquei as sardinhas de duas em duas. Dois minutos com o couro para baixo e mais um minuto depois de virar. Pronto. Rápido assim mesmo. Mais do que isto deixaria a carne muito seca.

Arroz com tomate e palmito

O acompanhamento também primou pela simplicidade no preparo. Piquei meia cebola e um tomate e refoguei numa frigideira com azeite de oliva. Primeiro a cebola e depois o tomate. Foi junto um dente de alho. Quando começou a ganhar consistência de molho espesso juntei uma boa porção de palmitos picados e fiz as correções de sal e pimenta moída na hora.

Com o refogado já fora do fogo adicionei folhinhas de manjericão picadas e uma xícara de arroz previamente preparado. Bingo!

Para servir regue tudo com azeite de oliva de boa qualidade que os sabores vão se multiplicar.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*