Maminha em postas temperadas com zimbro

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly

 

CarneWeb

O grande desafio dos carnívoros como eu é encontrar sempre um jeito mais legal de saborear carne. Um tempero novo aqui, um procedimento diferente ali, e a gente vai reinventando a alegria de mastigar uma proteína. Desta vez combinei uma peça de maminha com um tempero que usamos com sucesso outro dia, o zimbro.

Procedimento simples: Uma peça de maminha (1,2 kg) foi marinada durante 14 horas apenas com uma cebola picada, sete bagas de zimbro levemente amassadas e meia garrafa de vinho tinto seco. Preparei no final da tarde para usar no almoço do dia seguinte. Durante este tempo virei a carne umas três vezes, para pegar o tempero por igual. Detalhe importante: Não ponha sal na marinada para não desidratar a carne.

Preparo

Na hora do almoço tirei a carne da marinada (que foi separada para fazer o molho) e sequei com uma toalha de papel. Cortei em postas de dois dedos de espessura e besuntei com azeite. Daí foi para uma frigideira de fundo grosso que já esperava muito quente. Uns três minutos de cada lado da carne e sal depois dela estar selada.

Como a maminha é uma carne magra, em hipótese nenhuma pode ser servida bem passada. É preciso que mantenha os seus sucos para que fique macia. E isso significa uma carne pelo menos rosada no seu interior. Mais passada do que isto teremos apenas um bloco de fibras sem gosto e com textura demasiado firme.

Depois de preparadas todas as postas, uma colher de manteiga e um pouco de azeite (para não queimar a manteiga) entraram na frigideira. Logo mais a cebola picada da marinada chegou para refogar até quase dourar. Neste ponto veio o vinho da marinada que ficou até reduzir pela metade. Resultado: Temos um belo e saboroso molho para acompanhar a carne. Só mais um pouco de salsinha picada por cima para dar alegria e frescor.

Batatas

Para acompanhar cortamos batatas miúdas em rodelas, sem tirar a casca. Lavamos e secamos com um pano. Temperamos com alecrim seco e páprica defumada, além de um fio de azeite, só para untar. Levamos para uma fritadeira Air Fryer (sem óleo) por 30 minutos. Sal só quando ficaram prontas.

Resumo da obra: carne suculenta com o sabor forte do zimbro e o toque especial do vinho e as batatas crocantes e com a presença marcante da páprica. Um espetáculo para carnívoros.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*