Vegetais recheados com carne suína

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly, PDF & Email

VegetaisRecheados-3

Num daqueles dias em que o cardápio do dia nasce de uma observação do que há na geladeira, recrutamos tomates, abobrinha e um pedaço de carne de porco para compor legumes recheados e gratinados. A carne foi moída e refogada e para rechear os vegetais que foram assados no forno.

Antes de tudo cortamos uma abobrinha em pedaços de cerca de seis centímetros e, com ajuda de uma colher fizemos um “copinho”. Rendeu quatro unidades. Aí pegamos quatro tomates, fizemos uma tampinha e retiramos o miolo com uma colher, cuidando para não perfurar. Aí salpicamos com bastante sal a parte interna dos vegetais e deixamos descansar com a boca virada para baixo, para extrair o excesso de água.

Enquanto isto fomos fazer o recheio:

A carne suína (paleta, uns 400g) passou pela máquina de moer (claro que se você não tiver uma máquina pode pedir para o açougueiro moer) antes de ir para frigideira. Um refogado trivial: no fundo da panela quente um fio de azeite para suar uma cebola picadinha, dois dentes de alho e logo veio a carne. Quando tudo ficou douradinho temperamos com sal, pimenta do reino, meia pimenta dedo de moça sem as sementes e um pouco de tomilho seco. Como tinha uma crosta cheia de sabores grudada no fundo da panela, juntamos meio copo de vinho branco seco para soltá-la e unir os aromas.

O recheio foi arrematado com um punhado generoso de ervas frescas, para perfumar o conjunto: hortelã, salsinha e manjericão.

OS vegetais que descansavam foram lavados para tirar o excesso de sal e secos com papel toalha. Então foram recheados com a carne bem apertadinha dentro. Por cima uma colherinha de queijo parmesão ralado e lá se foram para o forno alto, por uns 20 minutos.

O ponto desejado é o que tem o queijo formando uma casquinha e os vegetais cozidos mais ainda firmes e crocantes.

Dà para usar como entrada ou mesmo como refeição, junto com uma saladinha refrescante. Tem muita leveza e sabor juntos!

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*