Linguado recheado em creme de açafrão

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly

Linguado

Tem comidas que uma vez experimentadas se instalam na nossa memória definitivamente. O linguado recheado com palmito e mozarela que era servido no Planeta Lagoa, um restaurante que havia há muitos anos na Lagoa da Conceição, é uma destas. O peixe vinha ladeado por arroz com alho e molho branco. O detalhe é que se comia à sombra de uma imensa árvore na beira d’água.

Reconstituí o prato com o que está na memória, e incrementei o molho com palmitos e açafrão. Foi o almoço da sexta-feira santa.

Para três pessoas usamos:

– Três filets de linguado bem fresquinho

– Suco e raspas de um limão

– Sal e pimenta a gosto

– Um vidro pequeno de palmito pupunha em conserva

– 2 fatias de queijo mozarela

– ½ litro de leite

– Uma cebola pequena

– Farinha de trigo (para engrossar o molho e para empanar)

– 2 ovos

– farinha de rosca

– Salsinha picada

– Um dente de alho

– Uma colher de manteiga

– Uma colher de chá de açafrão da terra (cúrcuma)

Antes de tudo temperamos o peixe com sal, pimenta do reino, raspas de limão e suco de limão. Depois recheamos os filets: sobre o peixe colocamos uma fatia de mozarela e um pedaço de palmito e simplesmente enrolamos a carne. Um palito grande serve para evitar que ele abra.

Depois empanamos da forma mais tradicional: farinha de trigo, ovo batido e farinha de rosca. Só que resolvemos incrementar a farinha de rosca misturando nela um dente de alho espremido e um punhado de salsinha bem picadinha. Antes de fritar é bom deixar descansar um pouco.

Aproveite enquanto o peixe descansa para fazer o creme de acompanhamento. A cebola bem picadinha, mas miudinha mesmo, refoga rapidamente na manteiga e, antes de dourar se reduz fogo e adiciona três colheres de farinha de trigo. Quando farinha, cebola e manteiga virarem uma coisa só a gente tira a panela do fogo e junta, aos poucos, o leite frio, mexendo sempre para não fazer grumos. Quando a coisa parecer diluída a panela volta ao fogo e na medida que vai esquentando vamos adicionando o leite até achar o ponto que desejamos. No caso queríamos mais creme do que líquido. Enquanto ferve juntamos o resto do palmito cortado em pedacinhos, temperamos com sal e pimenta do reino, um punhado de salsinha picada, e juntamos o açafrão, que vai dar cor e um sabor de fundo inestimável.

Então fritamos os filets empanados em óleo abundante em temperatura não muito alta. Como o peixe é enrolado, corremos o risco de fritá-lo muito rápido por fora e deixar o miolo muito cru.

Numa travessa bonita faça o fundo com o creme e acomode os filets por cima. Para acompanhar, um arroz de seu modo (nós usamos um integral) e uma saladinha da preferência do freguês.

Apesar de frito, o resultado é de extrema leveza na textura e paladar.

 

One Comment

  1. Heloisa (Menu Floripa) says:

    Essa receita me fez salivar (muitooooo). Que foto MARAAAAA!!!!!!! vocês dois arrasam nas receitas sempre.
    Abraços

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*