Salada (quase) niçoise

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly, PDF & Email

Salada

Num dia quente a melhor pedida é a mais leve. Neste clima, aproveitando que a feira havia sido bem farta, e o que havia na dispensa, resolvemos fazer da salada a estrela da mesa.

Toda a inspiração partiu de uma salada niçoise, mas na falta do atum usamos sardinhas portuguesas. Um mimo trazido por uma amiga que andou pelas terras do além mar. Não usamos as tradicionais batata e  vagens da salada niçoise, então incrementamos com outras folhas, como o agrião e a rúcula.

Sardinha-2

Gosto de fazer salada sem medidas, tudo regulado pelo “olhômetro”. Em porções razoáveis para servir duas pessoas colocamos:

– Alface americana

– Alface crespa

– Agrião

– Rúcula

– Tomate cortado em pedaços

– Cebola roxa cortada em fatias fininhas

– Azeitonas pretas

– Ovo cozido (cozido por aproximadamente 8 minutos)

– 1 latinha de sardinha

Salada-2

Para o molho:

– Suco de meio limão

– Um colher de chá de mostarda Dijon

– Azeite de oliva, uma boa colherada

– meia sardinha amassada com um garfo

– Sal e pimenta moída na hora

Caso prefira o molho mais ácido é só acrescentar mais limão.

Coloque as folhas, os tomates e a cebola fatiada num recipiente fundo. Regue com uma parte do molho e mexa tudo. Em seguida acrescente as gemas, as azeitonas e a sardinha em pedaços. Regue com mais um pouco de molho e, voilà!

Ficou divina esta salada.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*