Berinjelas recheadas

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly, PDF & Email

BerinjelaHá quem deteste berinjelas. Há quem as ame. Estou no segundo grupo junto com Al Capone. Segundo o livro A Cozinha da Máfia, que reúne as anotações e receitas do Joe Cipola, chefão da cozinha do cara que vacilou no imposto de renda,  ele adorava os legumes roxos. Uma das receitas, inclusive, se chama Caponata de Al.

Não foi a receita da Caponata que instigou as nossas berinjelas recheadas, mas a foto delas. Cortadas na longitudinal e recheadas com coisas gostosas.

Preparação

Antes de tudo peguei três berinjelas pequenas e cortei na longitudinal. Munido de cuidado e uma faca afiada, removi o miolo, formando um “barquinho”. Joguei muito sal, mas muito mesmo, dentro das berinjelas e as deixei repousar uns 30 minutos emborcadas sobre uma papel toalha. É que elas têm muita água e este processo as desidrata um pouco, evitando que fiquem moles demais quando assadas ou fritas.

O miolo removido foi picado em cubos e colocado num potinho com muito sal, com a mesma ideia.

Recheio

Para tripular os barquinhos chamei todos os amigos da berinjela:

– 40g de carne moída

– ½ pimentão verde

– ½ pimentão amarelo

– ½ pimentão vermelho

– Uma cebola cortada em cubos médios (não é para ela sumir quando cozida)

– Quatro dentes de alho

– Um tomate médio sem sementes

– Suco de um limão

– 50g de bacon

– Duas colheres de alcaparras em conserva

– Uma pimenta dedo-de-moça.

– Salsinha, cebolinha e ervas aromáticas a gosto.

– Queijo provolone em cubos

– Queijo parmesão ralado para gratinar

Na frigideira quente entraram primeiro os pedacinhos de bacon que só receberam a  companhia da carne quando já estavam moreninhos. Quando a carne dourou vieram para a festa as cebolas e logo mais o alho, a pimenta picadinha (sem semente) e os pimentões. Em seguida os cubos do miolo das berinjelas, enxaguados e escorridos para tirar o excesso de sal. Temperamos com sal e tomilho seco, além do suco de um limão.

Tiramos a frigideira do fogo e adicionamos os tomates picados, as alcaparras, salsinha, cebolinha e manjericão. Com a entrada dos cubos de provolone declaramos pronto o recheio.

Montagem

Enxaguamos as berinjelas para tirar o sal e enxugamos com papel toalha. Colocamos o recheio sem parcimônia sobre os as ditas cujas, cobrimos com uma generosa polvilhada de parmesão ralado. Foram para o forno pré-aquecido alto e lá ficaram por 20 minutos, até que o calor fez do parmesão uma casquinha crocante.

Como ficou? Imagine a reunião de sabores marcantes do recheio com a delicadeza das berinjelas assadas e a casquinha de parmesão e terás a resposta. Mas não esqueça que às vezes a garfada virá com uma alcaparra ou um pedaço de provolone. Imagine, imagine…

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*