Costelinha suína com geleia de bergamota

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly, PDF & Email

Os leitores deste blog já sabem da minha devoção por costelinhas de porco. Uma tentação aquela carne desprendendo do osso, suculenta e saborosa… E como a gente gosta vai testando novas possibilidades, como caramelizá-la com uma geleia de bergamota que produzimos aqui em casa. Como acompanhamento uma musseline de batata baroa (mandioquinha). Não precisa mais nada para uma grande refeição.

A preparação não pode ser mais simples: Com um pilão amassamos três dentes de alho e um pouco de sal até virar uma pasta. Depois agregamos duas colheres de geleia e misturamos bem.

Depois é só temperar a carne com sal e pimenta colocar numa assadeira (com a parte dos ossos para baixo) e besuntar a manta de carne com a geleia e o alho.

Leve ao forno com temperatura máxima até que comece a dourar, aí baixe bem o fogo e deixe assar até o ponto em que os ossinhos comecem a desprender da carne.

Usamos uma manta de costelinhas de cerca de 1kg, que é suficiente para duas pessoas.

Musseline de mandioquinha

A musseline, simplificando, é um purê bem acetinado, fino.Para fazer a musseline usamos seis batatas baroas (mandioquinha) e uma batata inglesa comum. Elas foram cozidas até o ponto. Ao escorrê-las deixamos um pouco de água, o suficiente para processá-las com o  mixer. Quando fica bem lisa a mistura foram incorporadas duas colheres fartas de creme de leite para “arredondar”. Correção de  sal e pimenta moída.

Resultado

A caramelização das costelinhas é sensacional. O contraste do alho com o cítrico e adocicado da geleia proporciona uma festa na boca. Forma-se uma crosta muito deliciosa sobre a carne. A textura suave da musseline valoriza o sabor intenso da carne e cria uma harmonia indescritível.

Deu para sentir a minha empolgação, né? Então experimente e conte para a gente.

 

3 Comments

  1. Como sempre belas fotos, belos pratos … adorei a dica do musseline (purê) de mandioquinha!! Todos esses pratos devem ter ficado bem perfumados.
    abraço.

  2. Ana Luiza Moreira MAtias says:

    Olá, fiz a receita e deu super certo! Aliais me trouxe belas recordações, cresci na roça comendo mexerica cravo.
    Uma duvida, vou participar de um evento , que será o meu primeiro como cozinheira hehehe, como nunca estive em uma cozinha profissional. Acha que consigo me sair bem servindo essa receita? acho que a geléia não é possivel, pois fazer a geléia, acaba demorando um pouco. Alguma dica?

    • Gastão Cassel says:

      Oi Ana, que bom que gostaste da receita. Aqui em casa a gente não passa muito tempo sem fazê-la. Quanto ao teu evento, apesar de também não sermos profissionais, acho que este prato sempre é sucesso. Vai firme! Abçs

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*