Canapés de manteiga de ostras com bottarga (jantar da Quorum 2ªparte)

Facebooktwittergoogle_plusredditmail
Print Friendly

Uma das entradas do jantar da Quorum Comunicação foi composta com dois presentes, afinal natal lembra presentes. Usamos Ostras Defumadas presenteadas pelo @rafashift e Bottarga em pó italiana oferecida pelo José Antônio Stalliviere.

As ostras defumadas em conservas são uma delícia produzida aqui mesmo em Santa Catarina. A bottarga, que também já é produzida aqui pertinho, é um preparo da ova de peixe (especialmente tainha), que é defumada e desidratada, resultando numa iguaria que é considerada do mesmo nível do caviar.

Para a nossa entrada demos uma breve tostada em fatias de pão de forma (cortadas em quadradinho), cobrimos com a manteiga de ostras e salpicamos a bottarga.

Manteiga de ostras

O preparo da manteiga de ostras é muito simples. Basta derreter a manteiga (usamos um tablete de 200g) e acrescentar as ostras defumadas bem picadinhas (usamos meio vidro, no caso). Ao derreter a manteiga ela não deve ferver e nem queimar. Esta é uma operação que deve ser feita com atenção. Cuide também para não exagerar na quantidade de ostras, pois o sabor é bastante intenso.

Depois é deixar a manteiga resfriar e retomar a sua consistência,  incorporando o gosto marcante das ostras.

Montagem

Com as torradinhas prontas apenas passamos uma camada da manteiga e salpicamos a bottarga, também sem exagero, que seu sabor é intenso. Uma folha de salsinha para decorar.

Harmonização

Harmonizar defumados com vinho nem sempre é simples. Se ostras e bottarga estiverem por perto, então, torna-se um desafio para os melhores somelliers.

Para fazer frente à força destes canapés optamos pelo Pancole, um branco cru da região de San Giminiano, na Itália.

A combinação deu certo, com o vinho compondo com os sabores intensos sem “derrubar” nenhum deles, ao contrário, realçando e valorizando todos os sabores, inclusive o seu.

 

3 Comments

  1. Gabriela Marques says:

    Está maravilhoso o cardápio dessa festa. Já estou ansiosa pelo próximo post! Beijocas

  2. Boa tarde, achei excelente a receita de vocês, é possível passar a marca da Bottarga que voc|ês usaram?

    Desde já obrigado! Sergio

    • Gastão Cassel says:

      Sérgio,
      Esta bottarga é italiana, um amigo que andou pela Europa nos presenteou. Não sei se há desta marca (não estou perto da embalagem) aqui no Brasil. Mas a bottarga produzida aqui a Bottarga Gold, feita com ovas de tainhas da nossa costa, tem as melhores referências.

      Abçs

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*